Ferramentas de acessibilidade

DECRETO nº 023/2020: Medidas para enfrentamento da emergência de saúde: Coronavírus (COVID-19).

 

 

 

 

DECRETO EXECUTIVO N° 2308/2020

 

 Dispõe sobre medidas para o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do surto epidêmico de coronavírus (COVID-19), no Município de Itaara.

 Cléo Vieira do Carmo, Prefeito Municipal de Itaara, Estado do Rio Grande do Sul, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município e pelo inciso VI do artigo 8º da Lei Federal nº 12.608, de 10 de abril de 2012 e,

 CONSIDERANDO que a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação, na forma do artigo 196 da Constituição da República;

CONSIDERANDO a emergência em saúde pública de importância nacional declarada pela Organização Mundial de Saúde, em 30 de janeiro de 2020, em razão do novo coronavírus (COVID-19);

CONSIDERANDO a Lei Nacional nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do coronavírus responsável pelo surto de 2019;

CONSIDERANDO a Portaria nº 188, de 4 de fevereiro de 2020, que “Declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV)”;

CONSIDERANDO a Portaria nº 356, de 11 de março de 2020, também do Ministério da Saúde, que regulamenta e operacionaliza a Lei nº 13.797/2020, estabelecendo medidas para o enfrentamento da emergência em saúde pública;

CONSIDERANDO que o Estado do Rio Grande do Sul publicou o Decreto, de 13 de março de 2020, dispondo sobre as medidas temporárias de prevenção ao contágio do vírus, no âmbito estadual,

CONSIDERANDO que a situação demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença no Município;

                                                                                                                            DECRETA:

Art. 1º As medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do novo Coronavírus (COVID-19), no âmbito do Município, que poderão ser adotadas, de imediato são:

I - realização compulsória de exames médicos, testes laboratoriais, coleta de amostras clínicas, vacinação e outras medidas profiláticas ou tratamentos médicos específicos;

II - estudo ou investigação epidemiológica;

III - requisição de bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas, hipótese em que será garantido o pagamento posterior de indenização justa;

IV – campanhas de conscientização social acerca da prevenção da doença;

V – adoção de regime de trabalho por turnos alternados, trabalho domiciliar ou afastamento do trabalho para servidores e empregados públicos que tenham regressado nos últimos cinco dias, ou que venham a regressar, durante a vigência deste Decreto, de países em que há transmissão comunitária do Coronavírus (COVID-19), conforme boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde, bem como aqueles que tenham contato ou convívio direto com caso suspeito ou confirmado;

VI – uso obrigatório de equipamentos de proteção individual (EPI) conforme a avaliação pelos profissionais de saúde,

VII – mediante autorização do Ministério da Saúde, na forma do inciso II do § 7º do art. 3º da Lei Nacional nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020:

  1. a) isolamento;
  2. b) quarentena;
  3. c) restrição excepcional e temporária de entrada e saída do País, conforme recomendação técnica e fundamentada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por rodovias, portos ou aeroportos;
  4. e) autorização excepcional e temporária para a importação de produtos sujeitos à vigilância sanitária sem registro na Anvisa, desde que sejam registrados por autoridade sanitária estrangeira e estejam previstos em ato do Ministério da Saúde.

Parágrafo único. O uso de equipamentos de proteção individual previsto no inciso VI deste artigo visa a precaução de gotículas em atendimento de pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo Coronavírus (COVID-19), consistindo em mínimo exigível, só podendo ser substituído nos casos em que outros equipamentos forem tecnicamente necessários, em razão dos procedimentos realizados ou local de prestação de serviços pelo profissional de saúde.

 

Art. 2º Os servidores e os empregados públicos que estiverem afastados do trabalho em razão de viagem internacional deverão, antes de retornar ao trabalho, informar à chefia imediata o país que visitou, apresentando documentos comprobatórios da viagem.

Parágrafo único. Os servidores e os empregados públicos que têm contato ou convívio direto com caso suspeito ou confirmado de infecção pelo novo Coronavírus (COVID-19) também devem informar o fato à chefia imediata.

 

Art. 3º  Aos servidores e aos empregados públicos que tenham regressado, nos últimos 14 (quatorze) dias, ou que venham a regressar, durante a vigência deste Decreto, de países, Estados ou cidades em que há transmissão comunitária do novo Coronavírus (COVID-19), conforme boletim epidemiológico do Ministério da Saúde ou da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul, bem como aqueles que tenham contato ou convívio direto com caso suspeito ou confirmado, deverão ser aplicadas as seguintes medidas:

I – os que apresentem sintomas (sintomáticos) de contaminação deverão ser afastados do trabalho, sem prejuízo de sua remuneração, pelo período mínimo de 14 (quatorze) dias ou conforme determinação médica; e

II – os que não apresentem sintomas (assintomáticos) de contaminação deverão desempenhar, sempre que possível, em domicílio, em regime excepcional de trabalho, pelo prazo de 14 (quatorze) dias, a contar do retorno ao Município, as funções determinadas pela chefia imediata, respeitadas as atribuições do cargo ou do emprego, vedada a sua participação em reuniões presenciais ou a realização de tarefas no âmbito da repartição pública.

Parágrafo único. A efetividade do servidor ou do empregado públicos a que tenha sido aplicado o regime de trabalho de que trata o inciso II deste artigo dependerá do cumprimento das metas e dos níveis de produtividade estabelecidos pela chefia imediata, com a chancela do Secretário Municipal ou do Prefeito.

 

Art. 4º Fica vedada, pelo prazo de 14 (quatorze) dias ou enquanto permanecerem os sintomas, a participação em reuniões presenciais ou a realização de tarefas no âmbito da repartição pública a todo e qualquer agente público, remunerado ou não, que mantenha ou não vínculo com a Administração Pública Municipal, bem como membro de colegiado, estagiário ou empregado de prestadoras de serviço, que:

I - tenha regressado, nos últimos 14 (quatorze) dias, ou que venha a regressar, durante a vigência deste Decreto, de países, Estado ou cidade em que há transmissão comunitária do Coronavírus (COVID-19), conforme boletim epidemiológico do Ministério da Saúde ou da Secretaria Estadual de Saúde; ou

II – apresente sintomas de contaminação pelo COVID-19.

Parágrafo único. O Secretário Municipal da Pasta ou o Dirigente Máximo da Entidade deverá adotar as providências necessárias para que os agentes de que trata o caput deste artigo informem, antes de retornar ao trabalho, as localidades que visitou, apresentando documentos comprobatórios da viagem, bem como para impedir que aqueles que apresentem sintomas de contaminação participem de reuniões presenciais ou realizem de tarefas no âmbito da repartição pública.

 

Art. 5º Os gestores dos contratos de prestação de serviço deverão notificar as empresas contratadas para que, sob pena de responsabilização contratual em caso de omissão:

I - adotem todos os meios necessários para o cumprimento das determinações constantes deste Decreto, em especial quanto ao disposto no art. 4º; e

II - conscientizem seus funcionários quanto aos riscos de contaminação pelo Coronavírus (COVID-19) e quanto à necessidade de reportarem a ocorrência dos sintomas.

Parágrafo único. Consideram-se sintomas de contaminação pelo Coronavírus (COVID-19), para os fins do disposto neste Decreto, a apresentação de febre, tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia.

 

Art. 6º Ficam suspensas, no âmbito do Município, as seguintes atividades, nos seguintes prazos:

I – aulas em toda a rede municipal de ensino, por 15 dias, a contar do dia 18 de março;

II – ações em grupo do CRAS, com idosos, jovens, crianças e gestantes, por prazo indeterminado;

III - viagens de servidores municipais para reuniões, treinamentos e capacitações, por tempo indeterminado, excetuadas as situações relacionadas a área da saúde pública.

 

Art. 7º Servidores públicos com mais de 60 anos e do grupo de risco, com exceção dos funcionários da saúde, poderão solicitar autorização para realização de trabalho domiciliar.

Parágrafo único. A avaliação do pedido dependerá da viabilidade de exercício de atividade remota.

Art. 8º Fica a cargo da Secretaria de Saúde, através de suas equipes e Setor de Vigilância em Saúde a criação e difusão das informações sobre a prevenção e atendimento aos usuários (casos leves e graves) e também à comunidade em geral, incluída a intensificação das visitas domiciliares pelas equipes das Estratégias de Saúde da Família (ESF).

Art. 9º Quanto aos eventos programados, a decisão de suspensão, cancelamento ou adiamento dos mesmos ficará a critério dos organizadores, com a recomendação de que não sejam realizados eventos com aglomeração superior a 100 (cem) pessoas.

Art. 10 As medidas previstas neste Decreto poderão ser reavaliadas a qualquer momento, acrescendo-se outras, a depender da fase epidemiológica do contágio e da evolução dos casos no Município

Art. 11 Eventuais omissões o dúvidas decorrentes deste Decreto serão sanadas através de decisão do Chefe do Poder Executivo, mediante parecer da área sanitária municipal.

Art.12 Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação

Gabinete do Prefeito Municipal de Itaara, aos 17 dias do mês de março de ano de 2020.

 

Cléo Vieira do Carmo

Prefeito Municipal

 

REGISTRE-SE, PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE

EM ______/______/2020.

 

Maria Helena Malmann

Secretária de Planejamento e Gestão

Telefones Secretaria de Saúde

TEMPORADA 2020 BALNEÁRIOS

BALNEÁRIO PARQUE SERRANO

Telefone: (55) 3227-1143 / (55) 999034089 / 997134487

Facebook: https://www.facebook.com/BalnearioSerrano/

Horários: das 08h às 18h

Temporada: Funciona o ano inteiro.

Quanto: R$15,00 (taxa por pessoa dia)

Almoço: só é feito com agendamento e acima de dez (10) pessoas

Estrutura: Camping, quadras de vôlei e campo de futebol 7, piscina infantil, lago para banho, área de pesca, 23 churrasqueiras, salão de festa, restaurante, banheiros com chuveiro quente.

Guarda-vidas: Possui segurança em horário de banho.

Como chegar: Fica a cerca de 1 km do Parador 158, seguindo na BR 158 até chegar no Bairro Parque Serrano I.

Localização: https://g.page/BalnearioParqueSerrano?share

 

BALNEÁRIO PARQUE PINHAL

Telefone: (55) 3227.1390 ou (55) 99969.5661

Facebook: https://www.facebook.com/BalnearioParquePinhalITAARA/

Horário de Funcionamento: Das 8h às 18h (de segunda a sexta) e das 7h às 21h (finais de semana).

Temporada: até final de março.

Quanto: R$10,00 (por pessoa) crianças até 10 anos não pagam,

R$ 20,00 (por barraca, mais R$10,00 por pessoa por dia para acampar).

Estrutura: Churrasqueiras, banheiros com chuveiro (banho quente tem taxa, mas o valor não foi informado pela administração, porém, quem está acampando não precisa pagar a taxa), quadras de areia para vôlei e futebol, restaurante, lancheria, pracinha, cancha de bocha, kitnet para alugar, segurança 24 horas.

Guarda-vidas: Das 08h às 14h (de segunda a sexta) e das 7h às 20h (finais de semana).

Como chegar: Siga pela BR-158, vá ao Centro de Itaara e dobre à direita em frente à Igreja São José, próximo a Praça.

Localização: https://goo.gl/maps/wbWYF3hLXYrmPqiM6

 

BALNEÁRIO NOVO PINHAL

Telefone: (55) 99673-7121 / (55) 3225-4305 / (55) 99194.8022

Facebook: https://www.facebook.com/pages/Balneario-Novo-Pinhal/426404751071833

Horário de funcionamento: Das 08h às 20h de segunda a segunda. Horário de banho até ás 18h.

Temporada: Até a Páscoa.

Quanto custa: De graça (para sócios e crianças até 10 anos)

R$10 (por pessoa, para passar o dia),

R$15 (diária por pessoa para acampar)

R$20 a R$ 25 (diárias por pessoa para alugar cabanas).

Estrutura: 60 churrasqueiras, cancha de bocha, copa com restaurante, oito banheiros com água quente) e área de banho sinalizada.

Guarda-vidas: Das 09h ao meio-dia e das 14h às 18h.

Como chegar: Bairro Novo Pinhal, referência a antiga Casa de Pedra (La Sierra), BR-158, Km 10, quase ao lado do antigo Oásis.

Localização: https://goo.gl/maps/NDGya51VwdKj2EqDA

 

SOCIEDADE CONCÓRDIA CAÇA E PESCA – SOCEPE

Telefone: (55) 3227-1300 / (55) 3221.4318 / (55) 3222.6163

Facebook: https://www.facebook.com/socepesm/

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: De terça a domingo das 7h30min às 24h

TEMPORADA: Até a primeira quinzena de março.

QUANTO: R$80,00 (por pessoa / não-sócios que só podem entrar a convite de um associado e acesso somente ao lago de banho, pois as piscinas são exclusivas ao sócios)

ESTRUTURA: Camping, quiosque e outros atrativos como piscinas. Os convidados só podem usufruir do lago

GUARDA-VIDAS: Das 07h30min ao meio-dia e das 14h às 20h

COMO CHEGAR: Fica na BR-158, Km 312

Localização: https://goo.gl/maps/9erheFacegeVa5j97

 

EVENTO CANCELADO- Festa de São José

 

 

 

 

 

Prefeitura de Itaara abre debate para gestão de saneamento.

A Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Meio Ambiente juntamente com a Emater e CONDEMA - Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente - apresentaram nesta quarta- feira, dia 16 de janeiro, a proposta de cooperação Técnica, abastecimento de água e esgoto sanitário a ser firmada com a Companhia Riograndense de Saneamento- CORSAN.  O evento realizado na Câmara de Vereadores contou com a presença do Prefeito Cléo Viera do Carmo, da Vice-Prefeita Marta Copetti, secretários, vereadores, empresários,representantes da comunidade, Superintendente da CORSAN José Roberto Ceolin Epstein, o 2º Batalhão Ambiental da Brigada Militar, a Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luís Roessler-Fepam.

O Prefeito Cléo saudou a todos ressaltando a “importância deste momento que define como será feita gestão do saneamento no Município”. Segundo ele, Itaara está pronta para firmar esta intenção, pois já fez a lição de casa que foi o de instituir o Plano Municipal de Saneamento Básico aprovado pela Lei Nº 1641, de 08 de janeiro de 2018 destinado a promover a saúde, a qualidade de vida e do meio ambiente; a organizar a gestão e estabelecer as condições para a prestação dos serviços públicos de saneamento básico e sua universalização. Sabemos que a ausência deste serviço causa muitas doenças, afetando principalmente a saúde da população. Atualmente a Prefeitura de Itaara mantém com a CORSAN apenas o contrato de abastecimento de água, mas é urgente a decisão do caminho a seguir em termos de esgoto sanitário, pois as residências em Itaara possuem somente o sistema de fossa séptica que exige também o tratamento adequado e que muitas vezes não é feito pelo proprietário e  acaba comprometendo a sua saúde e o meio ambiente. Por isto a importância deste ato de intenção que é sem dúvida um avanço para proporcionar melhor qualidade de vida a todos.

Na sequência o Superintendente da CORSAN -José Roberto Ceolin Epstein explanou sobre detalhes da prestação de serviços após a aprovação de contrato, com previsão de contrato pelos próximos ano e possibilidade de renovação. A empresa será responsável pela prestação de serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário e cooperação técnica com a previsão de investimentos na criação da rede de esgoto, inexistente em Itaara.

Foram levantadas questões sobre formas alternativas e sustentáveis de tratamento de esgoto e a indicação é que se procure orientação, pois há necessidade de que o projeto seja aprovado por Engenheiro responsável e que tenha acompanhamento de execução e formas de manutenção.

Na sequencia, o empresário Gilmar Martins usou a palavra para manifestar a sua aprovação ao projeto: “A Construtora Itaara, durante o ano de 2020, implantará em Itaara o condomínio Itaara Reserve - Condomínio Sierra Clube, por isso é muito importante que o município contrate o saneamento básico com a CORSAN. O condomínio implantará o sistema de estação de tratamento de efluentes e a CORSAN, através de contrato, poderá assumir a manutenção da estação de tratamento”.

No final do evento foram apresentadas as próximas etapas do processo que conta com a realização de Audiência Pública para informar, discutir, dirimir dúvidas e ouvir opiniões sobre a proposta apresentada. Após será realizado: a elaboração e aprovação do plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), realização de Audiência Pública para apresentação e discussão do programa, elaboração e publicação de Lei Municipal que deve autorizar a celebração do convenio, a celebração de convênio de Cooperação Técnica , a celebração de Convênio de Delegação com o Ente Regulador, a publicação de Dispensa de Licitação (conforme Lei 80666/93) e por fim a celebração de contrato de programa.

Prefeito Cléo Viera do Carmo com o Secretário  de Desenvolvimento Agropecuário e Meio Ambiente Rogério de Paula juntamente com o Superintendente da CORSAN - José Roberto Ceolin Epstein, a Engenheira Florestal Adriana Falcão Dutra, o empreendedor Gilmar Martins e o representante do 2º Batalhão Ambiental da Brigada Militar.

NATAL FELIZ ITAARA

 

 

 
Horário de Atendimento
Seg - Sex 08:00 às 14:00 
Fale Conosco
(55) 3227-2000
Endereço
Av. Guilherme kurtz, n° 1065 
Itaara - Rio Grande do Sul
Cep 97185 - 000

Search